FLAMENGO DOMINA FLUMINENSE, VENCE CLÁSSICO E EMPLACA 4ª VITÓRIA SEGUIDA NO BRASILEIRO

 


Esteve claro que o sexto clássico entre Fluminense e Flamengo seria diferente dos anteriores logo quando as escalações foram divulgadas. Os desfalques aos montes obrigaram Odair Hellmann e Domènec Torrent a tentarem algo novo. Neste embate de estratégias, melhor para o lado Rubro-Negro que venceu por 2 a 1 ontem, no Maracanã, e mostrou o porquê da palavra evolução ser frequente quando se fala do trabalho do técnico catalão. 

Não houve dúvida de que os desfalques afetaram mais o Fluminense. Sem Evanilson, vendido ao Porto, e Fred, que era dúvida até pouco antes de a bola rolar — mas acabou jogando —, a solução de Odair foi testar Nenê de falso 9. Não deu certo. Se havia qualquer estratégia, acabou com sete minutos. 

Quando Isla cruzou bola na área e Arrascaeta cabeceou com perigo, Muriel até salvou com uma boa defesa. Mas o rebote de Filipe Luís abriu o placar e praticamente definiu o que seria visto durante os 90 minutos.

O Flamengo não pareceu sentir falta de Diego Alves ou Bruno Henrique. Pelo contrário. As entradas de Diego Ribas e um avançado Arrascaeta melhoraram a equipe. Se os atletas tricolores trombavam entre si pela falta de entrosamento, os Rubro-Negros sabiam exatamente onde cada companheiro estava. 

A falha de Muriel no gol de Gabigol pode parecer algo isolado, mas não se engane: se não fosse neste lance, o Flamengo teria ampliado nas inúmeras outras oportunidades que teve. 

Everton Ribeiro teve gol anulado por impedimento. Já Gabigol e Willian Arão obrigaram Muriel a fazer belas defesas. No fim, mais pareceu um jogo-treino de um Flamengo já pensando no próximo jogo e o Fluminense que descontou com Digão. 

Aos Tricolores, restou ver a equipe melhorar minimamente após a entrada de Fred. Ainda muito pouco para reagir no clássico.

 

ERRY JUSTO

Fonte: Jornal do SBT

Postar um comentário

0 Comentários